Importância da vitamina K para o recém-nascido

Como comentado anteriormente, a aplicação de uma dose de vitamina K por via intramuscular deve ser realizada em todos os recém-nascidos, ainda nas primeiras horas de vida.

Credo! Mal nasceu e já vai tomar agulhada? Vai sim! Mas para o bem do bebê. Aliás, nos primeiros meses serão muitas as picadinhas, mas todas muito bem justificadas, para prevenção de problemas e doenças que seriam muito mais dolorosas para a criança.

Vitamina K e Doença hemorrágica do recém-nascido

A deficiência de vitamina K manifesta-se clinicamente por hemorragias cutâneas e do aparelho digestivo.

A doença hemorrágica do recém-nascido, bastante conhecida e temida pelos pediatras, teve diminuição de sua incidência após o início da administração profilática de vitamina K após o nascimento.

Importância da vitamina K para o recém-nascido

Mas por que o bebê precisa disso?

Os motivos para administrarmos vitamina K são os seguintes:

• pequena passagem de vitamina K pela placenta;

• ausência de flora intestinal para produzí-la;

• baixo conteúdo de vitamina K do leite materno (0,29mcg/100kcal).

Dose de vitamina K administrada

• recém-nascidos a termo: 1mg intramuscular, preferencialmente (pode-se utilizar 2mg por via oral; nesse caso a dose terá que ser repetida com 1 ou 2 semanas de vida);

• recém-nascidos prematuros: com mais de 1kg ao nascer: 0,5-1mg por via intramuscular; com menos de 1kg ao nascer: 0,3mg por via intramuscular.

Também será necessário repetir a dose em prematuros que estejam em uso de antibiótico ou nutrição parenteral.

por Marcelo Meirelles

Médico Pediatra, com especialização em Medicina do Adolescente. Responsável pelo Pediatria Brasil.
Fonte: Pediatria Brasil
Foto: VRM
Última atualização: 20/06/2011.

Leia também:

Calendário vacinal atualizado

Nitrato de prata (Método de Credé)

Mancha mongólica

Gostou? Compartilhe:

Sobre o Autor:
Marcelo Meirelles
Dr. Marcelo Meirelles, Pediatra e Hebiatra. Experiência na área de Medicina, com ênfase em Pediatria, Puericultura e Adolescência.

5 comentários:
  1. Achei muito vago esse estudo.

    ResponderExcluir
  2. Em relação na dose da vitamina k fala que é necessário repetir a dose em prematuros que estejam fazendo o uso de antibióticos ou nutrição parenteral... Qndo será feita essa repetição?

    ResponderExcluir
  3. Existe a versão em gotas, não precisa ser injeção...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, está escrito na postagem acima, entre parênteses, no tópico "Dose de vitamina K administrada".

      Excluir

E aí, o que achou do tema da postagem? Deixe seus comentários, dúvidas, críticas e sugestões!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...